Sobre o Projecto

O smarBRAGA é o sistema de informação e monitorização do ambiente urbano da cidade de Braga.

Trata-se de um projecto lançado pela AGERE - Empresa de Águas, Efluentes e Resíduos de Braga, EM e integrado no "Balcão Digital de Águas e Ambiente". O projecto foi desenvolvido durante o ano de 2008 no âmbito da iniciativa BragaDigital e financiado pela UE através do programa POS_Conhecimento.

Com esta plataforma ambiental, Braga passa a dispôr de um serviço inovador de informação ao público, pioneiro em Portugal.

O smarBRAGA integra um centro de análise que faz previsões ambientais de longo termo e processamento de dados de medições oriundos de duas unidades móveis instrumentadas. A informação ao cidadão é veiculada através desta plataforma web, desenvolvida com recurso às mais avançadas tecnologias.

As previsões de longo termo correspondem a situações médias anuais e são calculadas através de um modelo matemático de simulação. Os resultados, em forma de mapa de concentrações de poluentes ou de ruído, são disponibilizados com recurso a tecnologia Google Maps. O visitante da plataforma poderá digitar o nome de uma rua da cidade, ou navegar no mapa, e desse modo visualizar a situação ambiental respectiva.

As medições são efectuadas ao longo da semana em seis pontos da cidade que constituem a rede de monitorização. Na plataforma smarBRAGA podem ser consultados os valores para diversos descritores de ruído, poluição atmosférica e variáveis meteorológicas, os quais estão associados a uma data e hora de medição.

Com base nas medições ocorridas no período dos últimos 5 dias, é determinado um label de qualidade para a qualidade do ar, ruído ambiental e índice de calor na cidade. Esta categorização de qualidade pode assumir cinco níveis, desde Muito Bom (verde forte) até Muito Fraco (Vermelho), e é apresentada na página de entrada da plataforma web.

As medições efectuadas ao longo do ano de 2008 demonstram que a qualidade ambiental na cidade é essencialmente Boa e Muito Boa, com alguns registos de Médio. Muito raramente ocorreram registos de Fraco (e, neste caso, apenas no ruído ambiental) e não se registou qualquer situação de Muito Fraco.

Uma vez que a origem da poluição ambiental em meio urbano é essencialmente o tráfego motorizado, foi feito um levantamento exaustivo por contagens totais e parciais dos volumes de tráfego nos arruamentos da cidade. Essas estatísticas de tráfego são também apresentadas no smarBRAGA.

Como complemento, a página de entrada apresenta ainda as previsões meteorológicas para o período de cinco dias.